de Edith SteinFilosofia

O que é fenomenologia?

Acaba de ser publicado, na Revista Argumentos, do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Ceará, o pequeno texto de Edith Stein “O que é fenomenologia” (“Was ist Phaenomenologie”, ESGA 9, 5, p. 85-90).

Edith Stein tinha publicado este pequeno artigo no mês de maio de 1924 no Anexo Científico do Jornal Novo para a Região do Palatinado. Ele é o primeiro de uma série de textos nos quais Stein apresenta a sua própria visão da fenomenologia.

O artigo está dividido em duas partes: a primeira parte oferece um esboço histórico do movimento fenomenológico, a segunda parte apresenta os principais conceitos do método fenomenológico: “objetividade do conhecimento”, “intuição” e “idealismo”. É o primeiro texto em que Stein deixa claro que, segundo ela, a fenomenologia possui um grande potencial para superar a divisão da filosofia em “filosofia (neo-) escolástica” e “filosofia moderna” (kantiana).

É interessante notar que esta posição torna-se uma constante no pensamento de Stein, basta pensar no diálogo entre Husserl e Tomás de Aquino “O que é Filosofia” (1929), mas também na sua obra prima “Ser Finito e Ser Eterno” (1935). Stein defende a possibilidade de um conhecimento objetivo e a abertura real do espírito cognoscente para a verdade, pois “o espírito encontra a verdade, ele não a inventa”. Traça a sua visão de fenomenologia que não necessariamente precisa ser “idealista”, visto que ela considera o idealismo apenas uma “convicção pessoal de Husserl”, e não uma necessidade intrínseca do método, abrindo assim o caminho para uma fenomenologia realista, capaz de desenvolver até uma ontologia universal.

 

Clique na imagem abaixo para baixar a tradução do artigo Was ist Phaenomenologie? feita pela profa. Ursula Anne Matthias, do site da Revista Argumentos (na página que se abrir, clicar em “Baixar este arquivo PDF”):

http://www.periodicos.ufc.br/argumentos/article/view/39802/95782